sábado, 26 de julho de 2008

Hoje é dia da Avó e dia de Santana!

Tive duas avós maravilhosas. Infelizmente guardo poucas lembranças de minha avó Lucília pois quando ela faleceu, eu era ainda muito pequena. Entretanto, lembro muito bem de um fato que se passou comigo e ela. Algo do cotidiano mas que para mim é sinceramente a única lembrança que vive em mim até hoje. Eu estava no quarto dela e ela experimentava um vestido novo em mim. Era lindo, um vestido rodado, rosa clarinho, bem menina mesmo. Em seguida, ela me colocou em cima da cama e disse: "Sonia, você está linda!". Apesar de não lembrar mais da voz dela :-(, as palavras que ela me disse ecoam em minhas melhores lembranças... Lucília era minha avó materna. Adoraria ter mais fotos dela, mas tenho poucas...
Já a minha outra avó, pude desfrutar de mais tempo com ela. Chamava-se Josefa mas todos nós a chamávamos de vovó Mimosa. Vovó Mimosa cozinhava que era uma beleza e seu passatempo predileto era conversar sobre as novelas que estavam passando na época. Infelizmente, um dia, vó Mimosa levou um tombo e quebrou o fêmur. Depois disso, ela nunca mais foi a mesma. Melhorou bastante, voltou a andar, mas tinha medo de cair e levar outros tombos. Com o passar dos anos, a velhice foi lhe trazendo outras complicações. Ela morreu faz alguns anos, mas também vive em mim e seus netos que tanto a amavam. Lucília era morena, cabelos pretos, olhos pretos. Mimosa era branquinha, cabelos castanhos, olhos azuis.






























Hoje meus filhos desfrutam de sua avó maravilhosa, minha mãe :-)
Infelizmente a avó de meus filhos por parte de pai já é falecida. Mas vocês sabem como surgiu essa comemoração do dia da avó?

É por que hoje é dia de Santana!


SANTANA, A VOVÓ DO CÉU

A festa de Santana, que se passa a 26 de julho, encerra o ciclo das festas de folclore e fogueiras. Outrora, era, sem dúvida, mais alegre e ruidosa, mas nunca alcançou o mesmo esplendor das dos santos de junho. Entretanto, dentre as figuras bíblicas, a de Santana logrou certa repercussão no nosso tradicionalismo.

É bem compreensível, aliás, essa popularidade, uma vez que Santana teve a graça de ser mãe de Maria Santíssima e avó de Jesus.

Filha de Estolano e Emerenciana, da real descendência de Davi, nasceu em Belém. Casou-se, aos 24 anos, com Joaquim de Nazaré, da cidade da Galiléia. Após o consórcio, foram residir naquela cidade, e só depois de vinte anos de vida conjugal nasceu Maria, enchendo de luz aquele abençoado lar. A menina, meiga e linda, foi criada sob a vigilância carinhosa de Ana, que a orientava nos severos preceitos de piedosa caridade. Tinha Maria três anos quando a família se transferiu para Jerusalém. Seis meses após falecia o pai. Ana e Joaquim estiveram casados vinte e três anos e meio.

Maria foi então encaminhada a um recolhimento, onde se educavam e permaneciam, até contraírem matrimônio, as meninas mais nobres da real família de Judá.

Viúva, teve Ana vida pura e recatada. E a 26 de julho faleceu, com 56 anos, deixando a filha, a menina santa, com doze anos apenas.
Se você sentir vontade de continuar a leitura sobre a história de Santana, vá até esta página aqui.

Fonte:http://www.jangadabrasil.com.br/julho35/fe35070b.htm
Fotos de avós ( arquivos da família)
Imagem de Santana: Google imagens

Marcadores: , , , ,

Commentários:
Sonia, não conheci nenhuma das minhas avós. Como sou filha "temporona", como dizem, elas já eram falecidas quando nasci. Mas uma coincidência entre sua avó e meu pai me chamou à atenção: ele também fraturou o fêmur num atropelamento há seis anos e, desde então, sua saúde se tornou muito, muito frágil. Aos 78 anos, ainda está conosco, mas anda muito debilitado. Isso me preocupa tanto...
Postado por Blogger Celia Rodrigues : 26 de jul de 2008 18:07:00  
Sonia, vc me presenteou com essa história linda. Adorei saber a origem do dia das avós. Bjkª. Elza
Postado por Blogger Blog do Beagle : 27 de jul de 2008 16:50:00  
Sonia querida,
Tem um prêmio prá você lá no blog.
Dá uma espiadinha.
beijos
Postado por Blogger Lilás : 29 de jul de 2008 13:09:00  
As avós sempre tiveram esse poder de nos fazer sentirmos especiais. Infelizmente só pude conviver com uma; a outra não vivia quando eu nasci. Mas lembro dos cabelos brancos, do olhinho miúdo, da meiguice...muitas saudades!
Boa semana! Beijus
Postado por Blogger Luma : 29 de jul de 2008 20:58:00  
Sonia, eu tive pouco contato com a minha avó, uma pena, pois as lembrancas sao poucas.

Beijao na Marcela e em você
Postado por Blogger Georgia : 30 de jul de 2008 10:56:00  
Sônia, ainda não sou avó. Mas creio que serei uma avó devota, apesar de não ter tido grandes contatos com as minhas.
Bjs e dias felizes


Vou clicar e ler mais sobre santana
Postado por Blogger Grace Olsson : 31 de jul de 2008 04:41:00  
Eu chorei muito com esse post.

Eu cheguei a passar a mão na tela do computador e fiquei falando:

- As vozinhas!!!!

Ai, as vozinhas e a santinha.

Beijos

Alê
Postado por Blogger Alê : 31 de jul de 2008 20:10:00  

Postar um comentário